Análise da influência da imagem de destinos na satisfação e fidelidade a destinações de turismo de sol e praia: Um estudo em Natal/RN

Autores

  • Márcio Marreiro das Chagas Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
  • Luciano Menezes Bezerra Sampaio Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).
  • Kaline Elizama Bezerra Santos Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v7i2.640

Palavras-chave:

Imagem de destinos, Qualidade, Satisfação, Fidelidade, Modelos matemáticos.

Resumo

O estudo analisou a influência da imagem na satisfação e na fidelidade a destinos turísticos de Sol e Praia, investigando como caso prático Natal/RN, tendo como variáveis de controle as dimensões da qualidade. Para isto, foi realizado um estudo exploratório-descritivo, com enfoque analítico quantitativo, do tipo survey. A amostragem realizada foi probabilística, sendo o sujeito escolhido de modo aleatório simples. O instrumento de coleta adotado foi o questionário, aplicado junto aos turistas internacionais em visita a Natal/RN (Brasil). A coleta de dados ocorreu no Aeroporto Internacional Augusto Severo, com o total de 300 turistas entrevistados. Os resultados do estudo apontam nove dimensões da qualidade: Praias, Equipamentos Hoteleiros, Equipamentos Públicos, Restaurantes, Serviços de Transportes, Informações e Financeiro, Atrativos Turísticos, Paisagem Urbana e Natural, Diversidade de Restaurantes e Pratos, e, por último, Serviços Complementares e Acesso ao Hotel. Além disso, as hipóteses principais foram confirmadas, ou seja, a imagem de destinos afeta direta e fortemente o processo de satisfação e fidelização de turistas. Além disso, a qualidade exerce também influência significativa na satisfação e fidelização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio Marreiro das Chagas, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Professor (Temporário) do Departamento de Turismo da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (DETUR-UFRN), Natal/RN, Brasil. Professor vinculado ao Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial do RN (SENAC/RN), Natal/RN. Doutorando em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da UFRN (PPGA-UFRN), Natal/RN, Brasil. Mestre em Turismo pelo Programa de Pós-Graduação em Turismo da UFRN (PPGTUR-UFRN), Natal/RN, Brasil. Bacharel em Turismo pela UFRN.

Luciano Menezes Bezerra Sampaio, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Professor do Departamento de Ciências Administrativas (DEPAD-UFRN) e do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (PPGA-UFRN), Natal/RN, Brasil. Pós-doutorado na University of Illinois, Chicago, Estados Unidos da América. Doutorado em Economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife/PE, Brasil, com Estágio doutoral em Paris 1 – Sorbonne, Paris, França. Mestrado em Engenharia de Produção Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife/PE, Brasil. Graduação em Engenharia Civil na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife/PE, Brasil.

Kaline Elizama Bezerra Santos, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Graduada em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Downloads

Publicado

2013-08-20

Edição

Seção

Artigos