Os fãs do Sesc em São Paulo: um estudo sobre hospitalidade e acolhimento

  • Luiz Octavio de Lima Camargo Universidade Anhembi Morumbi
  • Airton José Cavenaghi Universidade Anhembi Morumbi
  • Danilo Cava Pereira Universidade Anhembi Morumbi
  • Elizabeth Kyoko Wada Universidade Anhembi Morumbi
Palavras-chave: Hospitalidade. Acolhimento. Centro Cultural. Fã. Base da pirâmide

Resumo

O estudo apresenta os resultados de uma pesquisa empírica na área de hospitalidade e acolhimento que pretendeu traçar um perfil dos participantes de grupos nas redes sociais de fãs do Sesc em São Paulo, centro cultural e de lazer com 41 unidades no estado de São Paulo. A hipótese é a de que este público virtual representa o público prioritário da instituição: o trabalhador do comércio, serviços e turismo, que Prahalad denomina de a base da pirâmide. Para a fundamentação teórica, buscou-se, portanto, em autores de hospitalidade, acolhimento, economia e cultura alguns dos conceitos. Foi elaborado então um questionário com 17 questões – sendo 14 fechadas de múltipla escolha e de mais de uma seleção e 3 abertas -, dividido em três seções: a primeira, que limava quem não participava de nenhum dos grupos do Facebook selecionados; a segunda, para traçar um breve perfil socioeconômico; e a terceira, que procurou entender melhor a assiduidade e participação na programação das unidades do Sesc no estado de São Paulo. A pesquisa ficou disponível de 26 de novembro a 4 de dezembro de 2017, totalizando 224 respostas válidas. De caráter estatístico e exploratório para posterior análise descritiva, o questionário foi aplicado em três grupos de fãs selecionados por número de participantes. Ao final das análises, pôde-se apresentar um breve panorama do perfil do aficionado pelo Sesc, participante de grupos do Facebook, e que percebem as relações de hospitalidade e acolhimento dos funcionários da instituição.

Biografia do Autor

Luiz Octavio de Lima Camargo, Universidade Anhembi Morumbi
Doutor em Ciências da Educação pela Universidade René Descartes-Paris 5, revalidado pela USP-FE como Doutor em História e Filosofia da Educação, Livre Docente em Lazer e Educação pela USP-EACH, professor titular do Programa de Pós-Graduação em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi e professor-colaborador do Programa de Mestrado em Turismo da USP-EACH.
Airton José Cavenaghi, Universidade Anhembi Morumbi

Doutor em História Social. Professor Pesquisador do Programa de Pós-Graduação do Mestrado e Doutorado em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi - UAM-SP. Desenvolve pesquisas na área de Ciências Sociais Aplicadas, com enfoque na interpretação das dimensões, resultantes da percepção da hospitalidade na contemporaneidade.

Danilo Cava Pereira, Universidade Anhembi Morumbi

Mestrando em Hospitalidade pelo Programa de Pós-Graduação em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi – UAM-SP. Desenvolve pesquisas nas áreas de Hospitalidade e Acolhimento, focado no atendimento de Centros Culturais como fator de competitividade na prestação e oferta de seus serviços.

Elizabeth Kyoko Wada, Universidade Anhembi Morumbi
Bolsista CNPQ Nível 2 com a pesquisa Mobilidade Corporativa na América Latina, concluiu pós-doutorado na UFPR - PPG em Turismo (2016), é Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1994), Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (1989), Especialista em Administração Mercadológica pela EAESP/FGV (1982), graduada em Turismo pelo Centro Universitário Ibero Americano Unibero (1979) e em Comunicação Social - Relações Públicas pela Universidade de São Paulo (1980). É Coordenadora do PPG em Hospitalidade da Universidade Anhembi Morumbi (Laureate International Universities) e pesquisadora do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Social e Tecnológico (ISAM). Atua como docente nas seguintes disciplinas: Gestão e Planejamento Estratégico em Hospitalidade; Hospitalidade, Hostilidade e Stakeholders; Hospitalidade e Competitividade em Serviços; Plano Estratégico de Marketing em Turismo; Tendências, Atualidades e Técnicas em Eventos. Tem experiência nas áreas de Turismo e de Hotelaria na América Latina, com ênfase em Gestão de Meios de Hospedagem e nos seguintes temas: hotelaria, planejamento estratégico, turismo, turismo de negócios (viagens corporativas, eventos empresariais e viagens de incentivo), mobilidade corporativa, serviços e inovação. É docente desde 1981. É diretora administrativo-financeira da ANPTUR (Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo) e Vice Presidente de Finanças de MPI Brazil Chapter (Meeting Professionals International). É Vice-Presidente do Conselho de Administração de Bourbon Hotéis & Resorts.
Publicado
03-05-2018
Seção
Artigos