Dimensões culturais e imagem: um ensaio sobre os impactos da masculinidade e individualismo sobre a interpretação da sustentabilidade de destinos turísticos

  • Anderson Gomes de Souza Universidade Federal de Pernambuco
  • Salomão Alencar de Farias Universidade Federal de Pernambuco
  • Marisa Paula de Brito NHTV University of Applied Sciences
Palavras-chave: Sustentabilidade, Imagem de Destinos, Dimensões Culturais, Masculinidade, Individualismo.

Resumo

O fenômeno da sustentabilidade tem sido discutido de forma sistemática no ambiente acadêmico desde os anos 70. Apesar de alguns debates já terem expandido significativamente as possibilidades de abordagem sobre o assunto, ainda há uma falta de discussão sobre a sua relação com as características culturais das diferentes sociedades. Assim, o objetivo deste ensaio é discutir como a imagem da sustentabilidade de destinos turísticos pode variar entre os diferentes grupos sociais, cujos valores mostram-se opostos no que diz respeito a aspectos culturais como a masculinidade e o individualismo, propostos por Hofstede (1980). Como sugerido pela literatura, tanto o construto imagem como a sustentabilidade estão diretamente associados aos valores culturais (Milbrath, 1984; Mooij, 2010). Neste sentido, percebe-se uma oportunidade para maiores discussões sobre as possíveis relações entre esses construtos. A partir de uma revisão teórica, e análise crítica, foi possível apontar tópicos para futuras pesquisas como, por exemplo, a forma como a interpretação da sustentabilidade de um destino pode estar imbricada na influência da cultura sobre comportamentos sustentáveis.

Biografia do Autor

Anderson Gomes de Souza, Universidade Federal de Pernambuco
Doutorando em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Pernambuco - Brasil. Doutorado sanduíche pela NHTV University of Applied Sciences - Holanda. Mestre em Administração (UFPE) e bacharel em Turismo pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), atualmente é membro da Academia Internacional para o Desenvolvimento da Pesquisa em Turismo no Brasil (ABRATUR), do Centro de Estudos em Marketing e Pessoas - MKP/UPFE, do Centro de Estudos em Hospitalidade, Turismo e Gastronomia - CHT/UFPE e do Eductur - Educação em Turismo: Ensino e Pesquisa (UFPE).
Salomão Alencar de Farias, Universidade Federal de Pernambuco
Professor Associado da Universidade Federal de Pernambuco no Departamento de Ciências Administrativas. Pós-doutor pelo Central Piedmont Community College - USA e pela Georgia State University – USA. Possui Doutorado em Administração pela Universidade de São Paulo –USP, mestrado em Administração pela Universidade Federal da Paraíba - UFPB e graduação em Administração de Empresas pela Universidade Estadual do Ceará. Realizou doutorado sanduiche na Vanderbilt University (Owen Graduate School) e na Auburn University (College of Business), ambas nos Estados Unidos.
Marisa Paula de Brito, NHTV University of Applied Sciences
Coordenadora de Pesquisa e Educação na Academia de Lazer (AfL) da NHTV University of Applied Sciences - Holanda. Pesquisadora associada da Delft University of Technology, possui doutorado e mestrado pela Erasmus University Rotterdam – Holanda. Também é Mestre em Ciências (Estatística e Pesquisa Operacional) pela Universidade de Lisboa - Portugal. Atualmente é membro ATLAS Events Special Interest Group e do Dutch Centre of Expertise on Leisure, Tourism and Hospitality (CELTH).
Publicado
01-09-2014
Seção
Artigos