Práticas de orçamento de capital: um estudo em empresas hoteleiras de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador

  • Manoela Quint dos Santos Zanini Universidade Federal de Santa Catarina
  • Paula de Souza Universidade Federal de Santa Catarina
  • Rogério João Lunkes Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Orçamento, Orçamento de capital, Investimentos, Hotel.

Resumo

O orçamento é considerado um processo importante para a gestão e comunicação da companhia, para auxiliar a identificação de gargalos em potenciais, definir metas e objetivos e avaliar futuras performances. Sendo assim, tem-se como objetivo identificar e analisar as práticas de orçamento de capital adotadas pelas empresas hoteleiras das cidades São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador. Os dados foram coletados por meio da aplicação de questionários nas três cidades, constituindo uma população de 12 hotéis associados à ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis). Os resultados mostram que o Índice de Rentabilidade é considerado dominante na avaliação do orçamento pelas empresas hoteleiras brasileiras, assim como o Custo do Capital Próprio na definição da taxa mínima de retorno aceitável, a qual é geralmente igual para todos os investimentos. No tocante às etapas mais críticas do processo de análise de investimento, são consideradas pelos gestores à definição do projeto e a previsão do fluxo de caixa. Quanto ao grau de previsibilidade do ambiente hoteleiro, o comportamento dos fornecedores é avaliado como parcialmente imprevisível, o mercado financeiro como eventualmente previsível e o governo avaliado como totalmente imprevisível. E, adicionalmente a isso, obteve-se que os dados macroeconômicos e a expectativa de vida útil são informações obtidas com pouca ou nenhuma frequência pelo sistema de informação dos hotéis.

Biografia do Autor

Manoela Quint dos Santos Zanini, Universidade Federal de Santa Catarina
Acadêmica do Curso de Ciências Contábeis da Universidade Federal de Santa Catarina.
Paula de Souza, Universidade Federal de Santa Catarina
Mestranda do Programa de Pós-graduação em Contabilidade pela Universidade Federal de Santa Catarina.
Rogério João Lunkes, Universidade Federal de Santa Catarina
Pós-doutor pela Universidad de Valéncia-Espanha (2011). Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2003). Atualmente é professor do Programa de Pós-graduação em Contabilidade da Universidade Federal de Santa Catarina.
Publicado
12-12-2013
Seção
Artigos