Qualidade das calçadas na cidade de Camboriú/SC: em busca da acessibilidade e mobilidade sustentável para área turística

  • Rafaela Vieira Universidade do Vale do Itajaí (SC)
  • Raíza Morastoni Universidade do Vale do Itajaí (SC)
Palavras-chave: Calçadas, Acessibilidade, Mobilidade, Turismo.

Resumo

O objetivo é identificar o Índice de Caminhabilidade da área urbana de Camboriú, apontando os bairros que apresentam as melhores e piores condições de deslocamentos a pé. O método de abordagem é o indutivo e o de procedimento o estudo de caso. A pesquisa foi estruturada em quatro etapas: elaboração e aprovação do projeto, coleta de dados, tabulação e mapeamentos temáticos, análise e discussão dos resultados. As técnicas adotadas foram pesquisa bibliográfica, documental e de campo, com observação direta intensiva. O resultado é um Índice de Caminhabilidade de 1,93, o que indica uma situação crítica, necessitando qualificação das calçadas como forma de melhorar a infraestrutura do turismo, garantindo a permanência e aumento da atratividade. Este é um dado útil no processo de planejamento territorial do turismo, na busca pela acessibilidade e mobilidade sustentável.

Biografia do Autor

Rafaela Vieira, Universidade do Vale do Itajaí (SC)
Arquiteta e Urbanista, Doutora em Geografia, professora e pesquisa dos cursos de Arquitetura e Urbanismo e do Mestrado em Turismo e Hotelaria da Universidade do Vale do Itajaí
Raíza Morastoni, Universidade do Vale do Itajaí (SC)
Graduanda da curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade do Vale do Itajaí, bolsista de extensão da UNIVALI.
Publicado
20-08-2013
Seção
Artigos