Souvenir de viagem

significado, motivação e atributos determinantes do ato de presentear para o viajante brasileiro

Autores

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v16.2613

Palavras-chave:

Comportamento de consumo, Presentear, Significado, Motivação, Souvenir de viagem

Resumo

O ato de presentear, como um fenômeno relevante do comportamento de consumo, já vem sendo estudado desde a década de 1970. Apesar disso, é evidente a necessidade de aprofundar ainda mais o entendimento sobre as reais motivações que levam as pessoas a se envolverem em tal ação. O objetivo desta pesquisa foi, portanto, verificar de que modo o significado e as motivações do ato de presentear se relacionam com os atributos determinantes da decisão de compra de souvenirs para os consumidores brasileiros durante uma viagem. Para tal, aspectos tais como altruísmo, obrigação, culpa, expectativa e reciprocidade foram considerados. Os dados, coletados a partir de uma survey online em meio a uma amostra total de 654 respondentes, foram analisados por meio de modelagem de equações estruturais (MEE) a fim de testar o modelo teórico proposto. Os resultados apontaram para a existência de relação entre a motivação do viajante brasileiro para presentear e os atributos exibidos pelos souvenirs de viagem, bem como destes com o significado atribuído à situação. Por fim, constatou-se, ainda, que a motivação do viajante brasileiro para presentear é diretamente influenciada pelo significado que o ato representa para ele.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anderson Gomes de Souza, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Recife, PE, Brasil.

Doutor em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração (PROPAD) da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Docente do Programa de Pós-Graduação em Hotelaria e Turismo (PPHTur/UFPE). Contribuições: Concepção da pesquisa, revisão da literatura, coleta de dados e discussão dos resultados.

José William de Queiroz Barbosa, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Natal, RN, Brasil.

Mestrando em Turismo pelo Programa de Pós-Graduação em Turismo (PPGTUR) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Contribuições: Revisão da literatura, análise de dados e discussão dos resultados.

Marconi Freitas da Costa, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP, Brasil.

Doutor em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade de São Paulo (FEA/USP). Docente do Programa de Pós-Graduação em Administração (PROPAD/UFPE). Contribuições: Análise de dados e discussão dos resultados.

Referências

Alpert, M. (1971). Identification of determinant attributes: a comparison of methods. Journal of Marketing Re-search, 8(2), p. 184-191.: https://doi.org/10.1177/002224377100800205

Alves, L. C., Silva, A. V. L., & Oliveira, E. M. J. (2017). Motivação e Recompensas: uma investigação com base nas Teorias da Hierarquia das Necessidades e da Expectativa. Revista de Psicologia, 11(35), p. 325-340. https://doi.org/10.14295/idonline.v11i35.702

Amaro, C., Silva, C., & Seabra, C. (2017). Determinantes do consumo de souvenirs: proposta de um modelo conceptual de análise. Revista Turismo & Desenvolvimento, p. 1971-1978. https://doi.org/10.34624/rtd.v1i27/28.10423

Amaro, S., Ferreira, B., & Henriques, C. (2017). Os factores determinantes na compra de souvenirs: uma análise exploratória. Revista Turismo & Desenvolvimento, 2(27/28), p. 113-115.

Areni, C. S., Kiecker, P., & Palan, K. M. (1998). Is it better to give than to receive? Exploring gender differences in the meaning of memorable gifts. Psychology and Marketing, 15(1), p. 81-109. https://doi.org/10.1002/(SICI)1520-6793(199801)15:1<81::AID-MAR6>3.0.CO;2-J

Ássimos, B. M., Batinga, G. L., Almeida, G. T., & Pinto, M. D. R. (2017). O ato de presentear em relações amoro-sas incipientes: uma investigação interpretativa sobre o reflexo do amor em bens materiais. Revista do Mestrado em Administração e Desenvolvimento Empresarial, 21(1), p. 17-33. http://dx.doi.org/10.21714/2237-51392017v21n1p017033

Ávila, H. A. D., & Farinha, A. B. (2019). A Comercialização de Produtos em Lã Natural como Souvenir: Manuten-ção da Identidade Cultural de Jaguarão/RS. Revista Latino-Americana de Estudos em Cultura e Socie-dade, 5(4), p. 1-21. https://doi.org/10.23899/relacult.v5i4.1325

Banks, S. K. (1979). Gift-giving: a review and an interactive paradigm. Advances in Consumer Research, 6, p. 319-324.

Baxter, L. (1987). Symbols of Relationship Identity in Relationship Cultures. Journal of Social and Personal Rela-tionships, 4, p. 261-280. https://doi.org/10.1177/026540758700400302

Belk, R. W. (1979). Gift-giving behavior. Research in Marketing, 2, p. 95-126.

Boncinelli, F., Dominici, A., Gerini, F., & Marone, E. (2019). Consumers wine preferences according to purchase occasion : Personal consumption and gift-giving. Food Quality and Preference, 71, p. 270–278. https://doi.org/10.1016/j.foodqual.2018.07.013

Britto, L. R. G., Guarnieri, U. E. M. F., Jacomino, G. P., & Pépece, O. M. C. (2017). "O que vamos comprar de pre-sente?” Gift giving e o processo de socialização entre crianças. II Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Administração - PPA/UEM.

Brun, A., & Castelli, C. (2013). The nature of luxury: a consumer perspective. International Journal of Retail & Distribution Management, 41(11/12), p. 823-847. https://doi.org/10.1108/IJRDM-01-2013-0006

Camerer, C. F. (1988). Gifts as economic signals and social symbols. The American Journal of Sociology, 94, p. 180-214. https://doi.org/10.1086/228946

Carú, A., & Cova, B. (2003). Revisiting consumption experience: A more humble but complete view of the con-cept. Marketing Theory, 3(2), p. 267-286.https://doi.org/10.1177/14705931030032004

Cooper, D. R., & Schindler, P. S. (2014). Business research methods. Florida Atlantic University, Wittenberg Uni-versity. (12a ed.).

Crozariol, N. (2020). O comportamento de compra de souvenirs gastronômicos e a preferência quanto aos seus atributos. Dissertação (Mestrado em Gestão de Marketing). 131 p. Escola Superior do Porto.

Dias, K. (2015). Souvenir: encapsulada paisagem, morada do olhar. In: Anais do VIII Seminário Nacional de Pesquisa em Arte e Cultura Visual: arquivos, memórias, afetos, 8, Goiânia-GO.

Diniz, T. A. M. B. P. (2011). Cognição, emoção e os significados do ato de presentear: uma análise dos rituais de consumo de arranjos ornamentais. (Dissertação), Mestrado em Administração. 132 p. Universidade FUMEC, Belo Horizonte-MG.

Escalona, E. G. (2006). De la relíquia al souvenir. Revista de Filología Románica, Madrid, 399-408.

Espartel, L. B., & Slongo, L. A. (1999). Atributos de produto e motivações de compra no mercado jornalístico do Rio Grande do Sul. In: Encontro Anual da ANPAD, 23, Foz do Iguaçu.

Fornell, C., & Larcker, D. F. (1981). Evaluating structural equation models with unobservable variables and measurement error. Journal of Marketing Research, 18(1), p. 39-50. https://doi.org/10.1177/002224378101800104

Godoy, K. E., Vidal, L. S., & Mees, L. A. L. (2019). Souvenirs de museus: consumos, experiências, repetições e diferenças nas lembranças dos turistas. RITUR-Revista Iberoamericana de Turismo, 9(1), p. 21-34. https://doi.org/10.2436/20.8070.01.114

Gomes, J. P., Farias, S. A., & Silva, M. J. B. (2017). Perspectiva do sacrifício no comportamento do consumidor: Introduzindo um modelo teórico. Gestão.Org, 15(2), p. 617-630. https://doi.org/10.21714/1679-18272017v15n2.p617-630

Goodwin, C., Smith, K. L., & Spiggle, S. (1990). Gift giving: consumer motivation and the gift purchase process. Advances in Consumer Research, 17, p. 690-698.

Gouldner, A. W. (1960). The norm of reciprocity: a preliminary statement. American Sociological Review, 25(2), p. 161-178. https://doi.org/10.2307/2092623

Green, T., Tinson, J., & Peloza, J. (2016). Giving the gift of goodness: An exploration of socially responsible gift-giving. Journal of Business Ethics, p. 29-44. https://doi.org/10.1007/s10551-014-2076-0

Hair, J. F., Anderson, R. E., Tatham, R. L., & Black, W. C. (1998). Multivariate Data Analysis. (5a ed.). Upper Sadler River, NJ: Prentice Hall.

Hair, J., Anderson, R., Taham, R., & Black, W. (2015). Análise multivariada de dados. (7th ed.). Porto Alegre: Bo-okman.

Herrero, E., Mantovani, D. M. N., & Lopes, E. L. (2016). A Influência do Luxo Percebido em Embalagens na Inten-ção de Compra e no Comportamento do Consumidor. In: CLAV - Latin American Retail Conference, 9.

Holbrook, M. B., & Hirschman, E. C. (1982). The Experiential Aspects of Consumer Behavior: Consumer Fanta-sies, Feelings, and Fun. Journal of Consumer Research, 9, p. 132-140. https://doi.org/10.1086/208906

Horodyski, G. S., Manosso, F. C., & Gândara, J. M. G. (2012). O consumo de souvenirs e a experiência turística em Curitiba (PR). Caderno Virtual de Turismo, 12(3), p. 323-342.

Horodyski, G. S., Manosso, F. C., & Gândara, J. M. (2013). Conceitos e abrangência do souvenir na dinâmica do espaço turístico: o caso de Curitiba-PR. Turismo-Visão e Ação, 15(1), p. 130-143.

Horodyski, G. S., Manosso, F. C., & Gândara, J. M. G. (2014). A Pesquisa Narrativa na Investigação das Experiên-cias Turísticas Relacionadas ao Consumo de Souvenirs: uma abordagem fenomenológica. Revista Tu-rismo em Análise, 25(1), p. 203-230. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v25i1p203-230

Horodyski, G., & Gândara, J. M. (2017). O Consumo Turístico: as compras racionais e emocionais de souvenirs no destino Curitiba-Brasil. El Periplo Sustentable, (33), p. 636-657.

International Council for Shopping Centers - ICSC. (2017, Janeiro 3). Holiday spending up, surpassing intentions. Recuperado de www.businesswire.com/news/home/20170103005302/en/Holiday-SpendingSurpassing-Intentions

Kim, S., & Littrell, M. A. (2001). Souvenir buying intentions for self versus others. Annals of Tourism Research, 28(3), p. 638-657. https://doi.org/10.1016/S0160-7383(00)00064-5

Kline, R. B. (2011). Principles and practice of structural equation modeling. New York, USA: Guilford.

Kong, W. H., & Chang, T. Z. (2016). Souvenir shopping, tourist motivation, and travel experience. Journal of Quali-ty Assurance in Hospitality & Tourism, 17(2), p. 163-177. https://doi.org/10.1080/1528008X.2015.1115242

Lira, J., Santos, C., Campos, P., & Costa, M. (2020). Consumo de suvenires: exibição dos valores culturais ou representação da nova cultura do consumo? Marketing & Tourism Review, 5(2). https://doi.org/10.29149/mtr.v5i2.5981

Malhotra, N. K. (2019). Pesquisa de Marketing: Uma Orientação Aplicada. (7a ed.). São Paulo: Bookman, 800 p.

Marôco, J. (2014). Análise de equações estruturais: Fundamentos teóricos, software e aplicações (2a ed.). Perô Pinheiro, Portugal: Report Number.

Matos, D. D. (2017). Obrigação e Liberdade: uma introdução ao conceito de Dádiva. Revista Multiface Online, 5(2), p. 72-78.

Mauss, M. (2003). Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac & Naify.

Medeiros, M. D. L., Horodyski, G. S., & Passador, J. L. (2017). Souvenirs gastronômicos na percepção do turista: o caso do queijo minas artesanal do serro. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, 11(2), p. 347-364. DOI: https://doi.org/10.7784/rbtur.v11i2.1307

Mello, C. L., & Ceretta, C. C. (2015). El souvenir artesanal y la promoción de la imagen del lugar turístico. Estu-dios y Perspectivas en Turismo, 24(2), p. 188-204.

Mick, D. G., & Demoss, M. (1990). To Me from Me: A Descriptive Phenomenology of Self-Gifts. Advances in Con-sumer Research, 17, p. 677-682.

O’Cass, A., & Clarke, P. (2002). Dear Santa, do you have my Brand? A study of the Brand requests, awareness and request styles at christmas time. Journal of Consumer Behavior, 2(1), 37-53. https://doi.org/10.1002/cb.88

Olshavsky, R. W., & Lee, D. H. (1993). Self-Gifts: A Metacognition Perspective. Advances in Consumer Research, 20, p. 547-552.

Paula, T. M., & Mecca, M. S. (2016). Significados do souvenir turístico atribuídos pelos turistas do passeio de trem “maria fumaça”, estação de Bento Gonçalves/RS. Turismo-Visão e Ação, 18(2), p. 378-404. https://doi.org/10.14210/rtva.v18n2.p378-404

Pereira, D. C., Wada, E. K., & Cavenaghi, A. J. (2020). Hospitalidade em centros culturais: o atendimento do SESC São Paulo. Rosa dos Ventos - Turismo e Hospitalidade, 12(2), 387-405. http://dx.doi.org/10.18226/21789061.v12i2p387

Rucker, M. et al. (1991). When the Thought Counts: Friendship, Love, Gift Exchanges and Gift Returns. Advances in Consumer Research, 18.

Ruth, A. J., Otnes, C. C., & Brunel, F. F. (1999). Gift receipt and the reformulation of interpersonal relationships. Journal of Consumer Research, 25, p. 385-402. https://doi.org/10.1086/209546

Santos, R. M., Pinto, M. R., Do Carmo, L. A. M., & Resende, S. P. (2018). A Socialização do Consumo de Crianças e de Seus Pais no Contexto de Baixa Renda: Uma Via de Mão Dupla? Revista Interdisciplinar de Marke-ting, 7(2), p. 208-223. https://doi.org/10.4025/rimar.v7i2.37197

Sherry, J. F. (1983). Gift giving in anthropological perspective. Journal of Consumer Research, 10(2), p. 157-168. https://doi.org/10.1086/208956

Silva, A. N. F., Costa, M. F., & Moura, M. R. F. (2019). O ato de presentear: uma análise no comportamento do consumidor feminino. Revista Pesquisa em Administração, 3(1), p. 22-39.

Skinner, B. F. (2003). Ciência e comportamento humano. (11a ed.). São Paulo: Martins Fontes.

Sousa Júnior, J. H., Pastre, G., Farias, M. L., & Silva, B. G. F. (2021). O ato de presentear no dia dos namorados sob a ótica da Teoria da Reciprocidade de Gouldner (1960). Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, 15(2), p. 1-16.

Souza, D. F. (2014). Comportamento de presentear e estratégias reprodutivas. Dissertação (Mestrado em Psi-cologia). 92 p. Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória-ES.

Suhartanto, D. (2016). Tourist satisfaction with souvenir shopping: evidence from Indonesian domestic tourists. Current Issues in Tourism, 21(6), p. 663-679. https://doi.org/10.1080/13683500.2016.1265487

Sulis, M., & Camargo, L. O. D. L. (2020). Chocolate e hospitalidade: entre o sagrado e o profano. Rosa dos Ven-tos - Turismo e Hospitalidade, 12(2), p. 334-349. https://doi.org/10.18226/21789061.v12i2p334

Teads - The Global Media Platform. (2020). Teads Trends Holidays Brazil. https://info.teads.com/natal2020

Vieira, V. A., & Slongo, L. A. (2020). Uma análise dos atributos importantes no processo de decisão de compra de notebooks utilizando análise fatorial e escalonamento multidimensional. Revista de Administração Mackenzie, 7(4), p. 35-59. https://doi.org/10.1590/1678-69712006/administracao.v7n4p35-59

Wolfinbarger, M. F. (1990). Motivations and Symbolism in gift-Giving Behavior. Advances in Consumer Re-search, 17, p. 699-706.

Wolfinbarger, M. F., & Yale, L. J. (1993). Three motivations for interpersonal gift giving: experiential obligated and practical motivations. Advances in Consumer Research, 20, p. 520-526.

Wong, I. K. A., & Wan, Y. K. P. (2012). A systematic approach to scale development in tourist shopping satisfac-tion: Linking destination attributes and shopping experience. Journal of Travel Research, 52(1), p. 29-41. https://doi.org/10.1177/0047287512457263

Zamberlarí, L., Froemming, L. M. S., Sparemberger, A., Preto, L. F., & Pretoi, M. B. (2008). O comportamento do consumidor no ato de presentear. Revista de Administração, 7(12), p. 29-50.

Publicado

2022-07-21

Edição

Seção

Artigos - Gestão do Turismo