Turismo e fotografia: um estudo bibliométrico sobre o uso de metodologias de análise da imagem nas pesquisas em turismo

Palavras-chave: Pesquisa em turismo, Metodologias de análise da imagem, Novas metodologias, Fotografia.

Resumo

Este artigo se propõe a investigar o uso de metodologias de análise da imagem em pesquisas de turismo nacionais e internacionais recentes (2012 a 2017). Por meio de pesquisa exploratória e de uma revisão sistemática de literatura, de caráter bibliométrico, em bases de periódicos mundiais, buscou-se verificar as principais metodologias utilizadas no campo do turismo, em quais áreas esses métodos são mais empregados e de que modo são coletadas imagens fotográficas para as pesquisas. Como resultado, verificou-se que as pesquisas em turismo utilizam, para analisar imagens, metodologias tradicionais como semiótica e análise de conteúdo. Diversas metodologias apareceram mais sutilmente, como é o caso da volunteer-employed photography, da antropologia visual/fotoetnografia, da foto elicitação, da Zaltman metaphor elicitation technique (ZMET), e outras, entre as quais a iconografia. Cabe salientar que o uso dessas metodologias nas pesquisas analisadas foi combinado com outros métodos qualitativos conceituados – entrevistas em profundidade e observação participante, por exemplo –, como forma de validar resultados da pesquisa. Contudo, notou-se, por meio desse mapeamento, que as metodologias de análise visuais podem contribuir para a pesquisa em turismo, capturando o olhar do turista e oferecendo perspectivas que surveys ou entrevistas em profundidade não são capazes de fornecer. Assim, este artigo aponta novas possibilidades para as pesquisas em turismo.

Biografia do Autor

Karla Estelita Godoy, Universidade Federal Fluminense
Professora Associada do Departamento de Turismo da Universidade Federal Fluminense, Vice-coordenadora do Programa de Pós-graduação Stricto Sensu em Turismo (PPGTUR – UFF) e Coordenadora do Grupo de Pesquisa Turismo, Cultura e Sociedade (T-Cult – UFF) e do Laboratório de Metodologias de Análise da Imagem (L’Image). Doutora em Políticas Públicas e Formação Humana pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPFH/UERJ) com Pós-doutorado no Programa de Pós-graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense (PPGA/UFF).
Iasmim da Silva Leite, Universidade Federal Fluminense
Mestranda em Turismo pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Turismo da Universidade Federal Fluminense (PPGTUR-UFF) e pesquisadora do Grupo de Pesquisa Turismo Cultura e Sociedade (T-Cult – UFF) e do Laboratório de Metodologias de Análise da Imagem (L’Image).

Referências

Achutti, L. E. R. (1997). Fotoetnografia: um estudo de antropologia visual sobre cotidiano, lixo e trabalho. Porto Alegre: Tomo Editorial.

Azevedo, A. (2017). Significados latentes na fotografia em turismo: o caso do turismo negro na Costa Morte (Galiza). PASOS. Revista de Turismo y Patrimonio Cultural [en linea], 15(4), 1001-1015. https://doi.org/10.25145/j.pasos.2017.15.067

Balomenou, N., & Garrod, B. (2014). Using volunteer-employed photography to inform tourism planning deci-sions: A study of St David's Peninsula, Wales. Tourism Management, 44, 126-139. https://doi.org/10.1016/j.tourman.2014.02.015

Barthes, R. (1984). A câmara clara: nota sobre a fotografia. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira.

Baumann, F.; Lourenço, P. & Lopes, M. (2017). Imagem projectada e percebida de um destino através da fotografia digital. A rede Instagram como nova resposta para a recolha de dados: O caso de estudo de Lisboa. Revista Turismo & Desenvolvimento, 27(28), 1409-1422.

Bergesio, L, Montial, J. & Scalone, L. (2012). Territorio imaginado: El caso de la Quebrada de Humahuaca. Pampas, 1(8), 111–136. https://doi.org/10.14409/pampa.v1i8.3218

Cahyanto, I., Pennington-gray, L. & Thapa, B. (2013). Tourist–resident interfaces: using reflexive photography to develop responsible rural tourism in Indonesia, Journal of Sustainable Tourism, 21(5), 732-749. https://doi.org/10.1080/09669582.2012.709860

Camargo, L. O. de L. (2008). A pesquisa em hospitalidade. Revista Hospitalidade, 5 (2), 15-51.

Campos, S. M. C. T. L. (1996). A imagem como método de pesquisa antropológica: um ensaio de Antropologia Visual. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, 6, 275-286. https://doi.org/10.11606/issn.2448-1750.revmae.1996.109274

Cavedon, N. R. (2005). Fotoetnografia: a união da fotografia com a etnografia no descortinamento dos não ditos organizacionais. Organizações & Sociedade [online], 12(35), 13-27. https://doi.org/10.1590/S1984-92302005000400001

Chueke, G. V. & Amatucci, M. (2015). O que é bibliometria? Uma introdução ao Fórum. Internext. 10(2), 1-5. https://doi.org/10.18568/1980-4865.1021-5

Coghlan, A.; Prideaux, B. (2008) Encounters with Wildlife in Cairns, Australia: Where, What, Who...?. Journal of Ecotourism, vol.7, n. 1, p.68-76. https://doi.org/10.2167/joe174.0

Diniz, D. (2008). Ética na pesquisa em ciências humanas – novos desafios. Ciência & Saúde Coletiva. 13(2), 417 – 426. https://doi.org/10.1590/S1413-81232008000200017

Donaire, J. A., & Galí, N. (2011). La imagen turística de Barcelona en la comunidad de flickr. Cuadernos De Turismo, (27), 291-303.

Edwards, E. (2016). Rastreando Fotografia. A experiência da imagem na Antropologia. São Paulo: Terceiro Nome.

Ferrari, C. M. M. & Gândara, J. M. (2015). Fotografias de viagens: replicando cenas da viagem perfeita em Curitiba/PR, Caderno Virtual de Turismo, 15(2), 112-130.

Foster, L. (2017). Picture ahead: a Kodak e a construção do turista-fotógrafo. Significação: Revista de Cultura Audiovisual, 44(48), 230-237. https://doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.2017.137654

Gastal, S. (2005). Turismo, Imagens e Imaginário. São Paulo: Aleph.

Joly, M. Introdução à análise da imagem. M. Appenzeller, Trad. Campinas, SP: Papirus 2012, 14a ed.

Khoo-Lattimore, C. & Prideaux B. (2013). ZMET: a psychological approach to understanding unsustainable tourism mobility. Journal of Sustainable Tourism, 21(7), 1036-1048, https://doi.org/10.1080/09669582.2013.815765

Manosso, F.C., Bizinelli, C. & Gândara, J. M. (2013). A Imagem da Cidade em Fotografias Online: Estudo de Caso do Site Flickr sobre Curitiba (Paraná, Brasil). Turismo & Sociedade. 6(4), 835-860. https://doi.org/10.5380/tes.v6i4.31747

Manosso, F. C. & Gândara, J. M. (2016). La materialización de la experiencia en el espacio urbano-turístico a través de las fotografías online: Un Análisis en la Red Social Instagram. Estudios y perspectivas en turismo, 25(3), 279-303.

Martins, H. (2016). Para uma antropologia visual do turismo: O uso crítico de metodologias e materiais visu-ais. Pasos: Revista de Turismo y Patrimonio Cultural, 14(2), 527-541. https://doi.org/10.25145/j.pasos.2016.14.034

Matteucci, X. (2013). Photo elicitation: Exploring tourist experiences with researcher-found images. Tourism Management, 35, 190-197. https://doi.org/10.1016/j.tourman.2012.07.002

Megehee, C. M. & Woodside, A. G. (2010). Creating visual narrative art for decoding stories that consumers and brands tell. Psychology & Marketing, 27(6), 603-622. https://doi.org/10.1002/mar.20347

Meira, J.; Zucco, F. & Dos Santos, T. (2017). Imagem Cognitiva e Imagem Afetiva: Um Estudo do Destino Blu-menau, SC, Brasil. Revista Turismo em Análise, 28, 134. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v28i1p134-148

Mello, C. M. (2015). O modelo semiótico de análise e leitura sensorial de fotografias turísticas. Revista Hospi-talidade, 12(1), 488-514.

Moretti, S. L. A.; Bertoli, B. J.; Zucco, F. D. (2016). A imagem de Blumenau no Instagram: um estudo sobre destino turístico em redes sociais usando equações estruturais. Caderno Virtual de Turismo, 16 (1), 126-140. http://dx.doi.org/10.18472/cvt.16n1.2016.1045.

Pérez,, X. P. (2012). El turismo indígena Guna (Panamá): Imaginarios y regímenes de mentira de las guías turísticas internacionales. Estudios Y Perspectivas En Turismo, 21, 945–962.

Prasad, B. D. (2008). Content analysis: A method in social science research. In: Lal Das, D.K & Bhaskaran, V (eds.). Research methods for Social Work. New Delhi: Rawat.

Rial, C. (2014). Antropologia Visual: Perspectivas de Ensino e Pesquisa. 1. Brasília: Associação Brasileira de Antropologia, v. 1, 35-50.

Rodrigues, C. & Godoy Viera, A. (2016). Estudos bibliométricos sobre a produção científica da temática Tecno-logias de Informação e Comunicação em bibliotecas. CID: Revista de Ciência da Informação e Documentação, 7(1), p. 167-180. https://doi.org/10.11606/issn.2178-2075.v7i1p167-180

Barthes, R. A câmara clara: nota sobre fotografia. Tradução de Julio Castañon Guimarães. Rio Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

Salvagni, J. & Silveira, M. A. N. (2013). Discursos Imagéticos: a fotografia como método da pesquisa social. Anais Eletrônicos do II Encontro História, Imagem e Cultura Visual. Porto Alegre. 1-8.

Santos, P. M. (2016) Crossed gazes over an old city: photography and the ‘Experientiation’ of a heritage place. International Journal of Heritage Studies, 22(2), 131-144. https://doi.org/10.1080/13527258.2015.1108925

Silveira, P.S, Martins, L. F., Soares, R. G., Gomide, H. P. & Ronzani, T. M. (2011). Revisão sistemática da litera-tura sobre estigma social e alcoolismo. Estudos de Psicologia, 16(2), 131-138. https://doi.org/10.1590/S1413-294X2011000200003

Siqueira, C. F.; Manosso, F. C. & Massukado-Nakatani, M. S. (2014). O destino turístico representado por fotografias: analisando a caracterização de imagens. TURyDES, Turismo y Desarrollo Local, 7(16).

Stepchenkova, S. & Zhan, F.Z. (2013) Visual Destination Image of Peru: Comparative Content Analysis of DMO and User-Generated Photography. Tourism Management, 36, 590-601. https://doi.org/10.1016/j.tourman.2012.08.006

Sontag, S. (2004). Sobre fotografia. São Paulo: Companhia das Letras.

Urry, J. (2001). O olhar do turista: lazer e viagens nas sociedades contemporâneas. São Paulo: Studio Nobel, SESC.

Urry, J.; Crashow, C. (2001). Tourism and the photographic eye. In: Rojek, C, Urry, J. (orgs), Touring cultures: transformation of travel and theory. London: Routledge.

Thurlow, C.; Jaworski, A. (2002). Banal globalization? Embodied actions and mediated practices in tourists online photo-sharing. In: Manovich, Lev. (2002) Digital Discourse Language in the New Media. Editora: Mit Press.

Publicado
24-08-2019