A opinião sobre uma crise turística: a cultura mediática nos bastidores

  • Alfredo Ascanio Departamento de Ciências Econômicas da Universidad Simón Bolívar, Caracas, Venezuela
Palavras-chave: Opiniões. Crise Turística. Análise de Conteúdo.

Resumo

No presente artigo examina-se o comportamento de 15 entrevistados pelo jornal La Província de Palmas de Gran Canarias (Espanha), através das suas opiniões sobre a crise no setor turístico. Utilizando a técnica de Análise do Discurso investiga-se o verdadeiro significado da crise nas viagens que se instalou naquela ilha do arquipélago canário. O resultado mostra que os entrevistados, com responsabilidade sobre a tomada de decisões, minimizam sua parte de culpa na crise turística e no excesso de hospedagens e tentam convencer aos leitores de que essa responsabilidade deve-se a outros setores e não às decisões internas e a fatores externos relacionados com a comercialização do “produto turístico” Las Palmas por parte de operadoras estrangeiras. Confirma-se, parcialmente, a hipótese de que muitas vezes “o que é transmitido produz a sensação de que algo é ocultado ou que não se diz toda a verdade”.

Biografia do Autor

Alfredo Ascanio, Departamento de Ciências Econômicas da Universidad Simón Bolívar, Caracas, Venezuela
Departamento de Ciencias Económicas, Universidad Simón Bolívar-Caracas Venezuela. Desarrollo su actividad académica en la Universidad Central de Venezuela donde recibió su grado de Licenciado en Economía y Finanzas (1959). Luego realizó un postgrado sobre Gerencia Avanzada en la Escuela de Negocios de la Universidad de Harvard (1969). Más tarde, en la Universidad Simón Bolívar recibe la Maestría en Ciencia Política (1986) y el Doctorado o Ph.D en Ciencia Política (2000).
Publicado
01-10-2008
Seção
Artigos