O USO DE GEOTECNOLOGIAS NA ANÁLISE DOS IMPACTOS AMBIENTAIS NO SALTO VENTOSO (FARROUPILHA/RS)

Autores

  • Paulo Roberto Teixeira Instituto de Desenvolvimento do Alto Uruguai
  • Siclério Ahlert Universidade de Caxias do Sul

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v5i3.454

Palavras-chave:

Turismo. Impacto Ambiental. Geotecnologias. Salto Ventoso. Farroupilha (RS, Brasil).

Resumo

O presente artigo objetiva realizar o levantamento dos impactos ambientais resultantes da visitação em um atrativo turístico, por meio do uso de ferramentas de geotecnológicas. O local de estudo foi o Salto Ventoso, localizado no município de Farroupilha no Rio Grande do Sul, que se caracteriza por ser um atrativo turístico de grande importância para a região. No local, que é uma área particular, a atração é uma cascata de 60 metros e sua paisagem cênica; além disso, os visitantes podem realizar uma caminhada pela trilha que passa por trás da cascata. A trilha foi mapeada, utilizando-se GPS (Sistema de Posicionamento Global), teodolito e fita métrica, e dividida em doze trechos, nos quais foram avaliados: declividade, largura, danos aos recursos naturais e infraestrutura, problemas de drenagem, número de trilhas não oficiais e quantidade de lixo. Os resultados demonstraram que o local apresenta uma série de impactos ambientais resultantes da falta de planejamento e da grande quantidade de visitantes. Algumas estratégias para manejo do local seriam a instalação de infraestrutura de sinalização e segurança, assim como um trabalho de sensibilização ambiental dos visitantes quanto aos impactos gerados por eles no local.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Paulo Roberto Teixeira, Instituto de Desenvolvimento do Alto Uruguai

Graduação e Mestre em Turismo pela Universidade de Caxias do Sul. Especialista em Geografia e Meio Ambiente - Universidade de Caxias do Sul.

Siclério Ahlert, Universidade de Caxias do Sul

Geógrafo e Mestre em Sensoriamento Remoto.

Downloads

Publicado

2012-03-09

Edição

Seção

Artigos