TRABALHO, TURISMO RURAL E DESENVOLVIMENTO LOCAL NA ZONA DA MATA DE PERNAMBUCO

Autores

  • Joao Paulo Silva UFRPE
  • Maria Salett Tauk Santos UFRPE

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v4i3.295

Palavras-chave:

Turismo Rural. Trabalho. Desenvolvimento Local. Pernambuco. Brasil.

Resumo

Este texto tem como objetivo principal analisar a situação dos trabalhadores rurais do Engenho Itamatamirim, em Vitória de Santo Antão, Pernambuco. Esses trabalhadores, que são ex-canavieiros vêm sendo submetidos a uma jornada de trabalho que combina a atividade agrícola com o turismo rural. Por isso, busca identificar as mudanças produzidas por essa experiência nos campos do trabalho e da vida desses híbridos de agricultores e trabalhadores de turismo rural. Como procedimentos metodológicos foram utilizadas técnicas combinadas de coleta de dados, como: entrevista semi-estruturada e uso da história oral. Os resultados dessa investigação demonstraram as transformações processadas nos campos do trabalho e da vida que os ex-canavieiros do Engenho Itamatamirim tiveram nas formas de participação política, no uso do tempo livre, no lazer, no acesso às novas tecnologias da comunicação e da informação e nas aspirações para o futuro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joao Paulo Silva, UFRPE

Turismólogo, Mestre em Extensão Rural e Desenvolvimento Local pela UFRPE. Técnico da ICUBACOOP/UFRPE e Professor da Faculdade Joaquim Nabuco - Recife-PE

Maria Salett Tauk Santos, UFRPE

Jornalista, Doutora em Ciências da Comunicação pela ECA/USP. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Extensão Rural e Desenvolvimento Local pela Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFRPE.

Downloads

Publicado

2010-12-30

Edição

Seção

Artigos