Cultura, sustentabilidade e a imagem de destinos turísticos: um estudo comparativo nas sub-regiões do Brasil

Palavras-chave: Imagem. Destinos turísticos. Dimensões culturais. Regiões culturais do Brasil. Sustentabilidade.

Resumo

O emprego da ‘sustentabilidade’ enquanto fator de diferenciação mercadológica tem sido recorrente entre os destinos turísticos. Entretanto, a imagem destas localidades não está alheia à influência de fatores externos, como a cultura. Em países com dimensões territoriais amplas, como o Brasil, este fenômeno tende a ser ainda mais evidente. Isto porque, em termos culturais, não existe somente um, mas cinco diferentes ‘Brasis’ (Ribeiro, 1995). Assim, esta pesquisa se propõe a analisar como a imagem da sustentabilidade de destinos turísticos pode ser influenciada pelas características culturais das sub-regiões de origem dos consumidores brasileiros. O caráter inovador do estudo decorre da adoção de uma abordagem idiográfica das dimensões culturais de Hofstede (1980). Foram realizados cinco grupos focais com indivíduos de nacionalidade brasileira, nas diferentes regiões culturais do país, cujos dados foram analisados por meio da técnica da análise de conteúdo. Os resultados demonstraram que, das cinco sub-regiões analisadas, o ‘Brasil Sulinas’ apresentou maior discrepância quanto à imagem da sustentabilidade de destinos turísticos. Fato este atribuído a uma maior propensão a valores correspondentes a índices elevados de masculinidade e baixa aversão a incertezas. Já os consumidores das demais sub-regiões tenderam a demonstrar padrões de pensamento semelhantes entre si, mas contrários ao ‘Brasil Sulinas’.

Biografia do Autor

Anderson Gomes de Souza, Universidade Federal de Pernambuco
Doutor e Mestre em Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Administração - PROPAD/UFPE, especialista em Marketing, Advertising and International Business Communications (MLS International College - UK), possui graduação em Turismo pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Membro da Academia Internacional para o Desenvolvimento da Pesquisa em Turismo no Brasil (ABRATUR). Integrante do Centro de Estudos em Marketing e Pessoas - MKP/UPFE; do Centro de Estudos em Hospitalidade, Turismo e Gastronomia - CHT/UFPE; e do Eductur - Educação em Turismo: Ensino e Pesquisa (UFPE). Atua principalmente nos seguintes temas: marketing e comunicação publicitária em turismo; risco percebido e experiência de consumo no setor de serviços, com ênfase em hospitalidade; comportamento do consumidor aplicado a segmentos específicos de mercado; estudos cross-culturais e consumo.
Publicado
08-12-2018