Governança do Turismo no Campo das Vertentes (MG): garantia de desenvolvimento regional?

  • Thiago de Sousa Santos Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais.
  • Raquel da Silva Pereira Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Palavras-chave: Turismo. Governança. Desenvolvimento Regional. Campo das Vertentes. Trilha dos Inconfidentes.

Resumo

O objetivo deste estudo é verificar o papel e a articulação dos órgãos de governança nas ações de turismo desenvolvidas na região Campo das Vertentes, em Minas Gerais. Para tanto, foram investigados os municípios de Prados, São João Del Rei e Tiradentes, pertencentes ao Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes. Como base teórica foram considerados os dez elementos de governança propostos por Bovaird e Löffler (2003). A de natureza qualitativa foi do tipo exploratória. Utilizou-se pesquisa documental, além da realização de 12 entrevistas em profundidade. Os resultados a existência de um nível bastante avançado de governança no desenvolvimento da região, mesmo havendo discrepâncias de níveis de governança entre os municípios analisados. Constatou-se que o Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes, responsável por estabelecer um canal direto com o poder público na esfera estadual e federal em prol de necessidades da região, possui relevante poder e influência sobre as ações, projetos e programas realizados.

Biografia do Autor

Thiago de Sousa Santos, Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais.
Doutor em Administração pela USCS.
Raquel da Silva Pereira, Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Doutora em Ciências Sociais pela PUC
Publicado
28-05-2018
Seção
Artigos